quarta-feira, outubro 05, 2005

Swim together, naked

“If you meet someone swimming naked in a pool, surely you’re going to do much better in an interview with them” said a 25-year-old bond trader who swims as a guest at the Racquet and Tennis Club on Park Avenue.

Poderosos, ricos e famosos homens de Nova Iorque descobriram na natação naturalista uma simples forma de relaxar, uma exclusiva maneira de socializar com pares analogamente elitistas ou apenas um subtil gesto para estar na moda. O nadar nu, com o cuidado de respeitar o espaço e o sigilo de cada membro, tem angariado adeptos em clubes como: the University ou the Racquet (five recommendations needed for admission), portanto, com tamanha popularidade e tão peculiar aceitação, as únicas que parecem desaprovar o desporto são as esposas ou as namoradas dos entusiastas que apenas comentam a rir: “It’s very, very, very gay.”
Mas cuidado. Se pretende aderir à modalidade “You’ve got to watch out for a naked collision, the worst injury sufferable in modern nude aquatics”

New York Racquet and Tennis Club