domingo, outubro 23, 2005

Festas, delírios e sorrisos

Escolhemos um restaurante luminoso na margem do Mondego, pedimos pratos de massa e um tabuleiro bonito para colocar o bolo de aniversário. Cantamos “Parabéns” depois de duas taças de gelado, sorrimos com os olhares divertidos das restantes pessoas na sala. Cortamos muitas fatias e distribuirmos algumas delas pelas mesas que nos engoliam… “Por cortesia, aceite, garanto-lhe que vai gostar!”.
Depois saímos da mesa, pegámos nos casacos, entrámos no recinto da latada e dançámos até nos faltar o ar…a força, o espaço e o sentido de realidade!

Image hosted by Photobucket.com

“e ao sétimo dia…descansou”