quarta-feira, setembro 14, 2005

Girlstuff

Esticar o cabelo enquanto seco as unhas dos pés, correr pela casa com uma mola encavalitada em cada ponto cardeal da cabeça para atender o telefone, passar a ferro o top de folhos cor-de-rosa, limpar as botas com um lenço de papel porque não há tempo para mais, pintar as pestanas, tentar não borrar a pálpebra com o eyeliner, correr novamente para o telefone (ai não, é o telemóvel), despir o top de folhos (porque afinal este fica mal com os jeans debotados), pegar o top doirado (muito mais glamour, sim sinhor), tirar finalmente o algodão dos pés, acabar de esticar o cabelo, procurar as chaves (onde estão vocês minhas malditas?), desligar a luz da casa de banho, ligar ao Bernardo (que está atrasado), despir a roupa toda porque o soutien não condiz com a string, correr os estores, escrever na agenda a morada do restaurante, passar gloss nos lábios, espalhar perfume nos pulsos…e sair! Sair que já estou mesmo em cima da hora! Ai não, não, esqueci-me das pulseiras…Aiii…”Oh querida estou quase a sair! Ah olha, vai buscar primeiro o Bernardo que eu esqueci-me onde enfiei a carteira…”
Estou um bocadinho farta de tentar parecer uma barbie! Esta rotina começa a pesar e o meu espírito fútil-frutil está a dar as últimas…Portanto, se as inglesas “com cabelo de pêlo de rato, unhas maltratadas e coxas flácidas” conseguem engatar bifes altos, loiros e espadaúdos, eu também consigo…e nem preciso de passar por tamanho tormento!