sexta-feira, agosto 26, 2005

DNA de hoje traz-nos a habitual Rita Barata Silvério e Kaiser Chiefs.

Rititi deambula com o seu peculiar humor através das festas em honra de nossas senhoras hispânicas. Kaiser Chiefs, em entrevista, estreiam-se na crítica musical aos álbuns portugueses do momento: elevam Blind Zero dizendo-os capazes de abarrotar estádios, arrasam com Plaza ou The Gift, e elogiam vivamente Old Jerusalém, bem como “Maria Albertina” dos Humanos, sobre a qual se diz “Adoro-a, brilhante. Adoro o facto de nunca ter sido gravada ou interpretada e, 20 anos depois, alguém encontra-a, grava-a e é a canção mais popular do ano em Portugal.”.
É por estas e por outras páginas que o DNA se recomenda.