domingo, agosto 21, 2005

Bicicleta branca colorida

Os confins da garagem sempre foram povoados pelos mais diversos especímenes de aracnídeos. Aqui na minha terra natal parece que existe uma praga viva de tais bichinhos e hoje, quando me aventurei a tirar a velha bicicleta do suporte dos fundos, vi o meu braço invadido pela presença extremamente indesejada de uma aranha preta peluda e horrenda…Gritei, sacudi-me compulsivamente, e ainda a pular como uma tola, fui até á cozinha chamar a mãe para me ajudar.
A mãe lá foi, e passados minutos eu já me encontrava na porta da garagem, junto ao jardim, a limpar todo o pó e teias acumulados ao longo de (talvez) seis anos de repouso. Depois subi para o selim, aconcheguei as mãos no volante branco lascado e preparei-me, qual Brigitte Bardot, para uma tour até á loja da Ju.
Pelo caminho, o vento no cabelo, o riso espontâneo quando desci a ladeira íngreme do fim do lugar, o meu lenço laranja a esvoaçar ao sabor da brisa e a alegria simples de me sentir plenamente feliz fizeram-me acreditar na diversão singela de um momento idílico…Só lamento a impossibilidade de guardar este instante numa caixinha hermética em cartão colorido...

1 Comments:

Blogger Menina_marota said...

Uma bela imagem, direi da Brigit Bardot?
Linda... como só ela...

Gostei de ler-te.
Abraço ;)

12:46 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home