terça-feira, junho 28, 2005

Paralelos

Não voltei a falar com o Rui! Ao que parece este ficou chateado com a minha renúncia e decidiu afastar-se durante uns tempos. Em circunstâncias normais ter-lhe-ia ligado com mil desculpas chorosas e duas ou três propostas para um novo encontro, mas a inércia tomou conta de mim, o telemóvel ficou sem dinheiro e o dia foi passando sem que eu tivesse oportunidade, ou paciência para tal humilhação…Por isso, o “brincar” com o “brinquedo novo” vai ter de ficar para outra ocasião ;)
Entretanto vou-me deliciando com a saga do "jovem encantador". Este tem andado muito entusiasmado com o festival do “fazer amor” que vai ocorrer durante este fim-de-semana em Lisboa, e eu tenho sido alvo da sua insistência para que aceite o convite de ingressar na fabulosa visita de estudo ás maravilhas do prazer lascivo…No entanto, a vontade de me enfiar adentro de um bando de jovens contaminados por testosterona em excesso, não me parece propriamente prometedora...

segunda-feira, junho 27, 2005

No sábado saí com os do costume e as coisas foram como de costume. Ontem saí com o Tiago e a coisa não correu muito bem. Hoje devia sair com o Rui, mas contrariamente ao que pensei, não me sinto minimamente entusiasmada e por isso lhe enviei uma mensagem telefónica, dizendo que infelizmente teríamos de adiar este fabuloso programa para amanha…É o desconforto provocado pelo calor, é o tédio impingido por estes dias infrutíferos e é sobretudo uma necessidade abrupta de mudar e sentir a mudança…Por isso, por todas as obrigações a que me prestei hoje, sinto-me praticamente presa a um sem numero de afazeres que tenho de organizar até ao fim da tarde, com muito afinco e atenção.
Assim, resta-me publicar este desabafo e sair do pc…sem choro, por favor!

sábado, junho 25, 2005

Apontamento

Acabei de ser convidada para dar uma voltinha no brinquedo novo do meu querido, e até agora desaparecido, Rui. Veio contactar-me via net com uma daquelas falinhas mansas tipo: “estou a precisar de foder” e sugeriu um jantar num dos melhores restaurantes da cidade acompanhado de vinho branco fresquinho e o topo de gama no valor de 100.000 euros que acabou de ganhar do papá. Parece-me irrecusável! Mas não deixo de sentir por baixo do glamour proposto, um espesso sabor agre que advém da sensação de estar a ser usada como uma puta qualquer...

Eu hoje acordei assim...

Vesti os meus jeans milenares, enfiei uma t-shirt branca adornada por um singelo pin provocador e sai porta fora, ainda com uma mão a ajeitar o sapato e um braço desajeitado a puxar a porta da frontaria. Desci a rua a correr, enfiei-me no metro, esgueirei-me para um banco lá do fundo e aí permaneci uns bons minutos enquanto refazia mentalmente o meu percurso e pensava, incansável, todos os pormenores dos meus afazeres.
Quando entrei no shopping já eram dez e um…e eu deveria estar na baixa antes da onze, por isso, com muita pena, desviei o olhar das montas de pronto-a-vestir e segui decidida para a Bertrand lá do fundo. Dei uma vistinha de olhos nas gordas dos tablóides, vislumbrei a patética promoção de verão, dei-me ao luxo de perder uns bons minutos na pesquisa de noticias em língua estrangeira…mas acabei por pegar nos meus fieis jornais de fim de semana e sair dali…
Agora, estou aqui no quarto, tremendamente irritada com um comentário idiota que fizeram a um texto meu, mas ligeiramente esperançosa com as próximas horas de cultura! Haja leitura e informação…e até estes pormenores mesquinhos acabamos por esquecer.

No entanto, o que me apetecia fazer, fazer mesmo…era sair daqui para fora, munida do meu protector solar, enfiada nuns pequenos corsários de linho com a minha Vogue debaixo do braço e partir á descoberta de uma treta qualquer ali para os lados do mato urbano…Quem sabe se não encontraria uma preciosidade qualquer para descrever logo á noite na minha crónica pré-sono? Hum…parece-me tentador…mas utópico! Hoje acho que me fico pela viagem comodista que é ler aquilo que outros sentiram…

sexta-feira, junho 24, 2005

O nosso Jazz

Relembro o momento em que deslizei para o seu carro, bem como o meu suspiro de prazer ao interiorizar a musica que rolava no leitor: um jazz moderno, maduro, muito light que transpirava sensualidade e bom gosto subjacente. Um jazz que me encantou os sentidos e me deixou deveras relaxada, mesmo quando o meu estado de espírito deveria ser frenético e nervoso, tal não era a fugacidade do encontro e as novidades que se projectaram em catadupa sobre a minha entorpecida percepção de si…

quarta-feira, junho 22, 2005

De saída

Combinei um encontro durante a tarde com a Amanda, mas quando me escapuli do cabeleireiro para a ir encontrar, provavelmente, na saída do autocarro.deparei-me com o seu telefonema dizendo que estava atrasada e iria apenas sair de casa nesse momento!! Fiquei perdida de raiva, gritei-lhe descaradamente e desliguei o telemóvel com raiva!!! É que não é a primeira vez que ela me faz uma idiotice destas! Depois de eu a avisar, depois de a relembrar.ela acaba sempre por se deixar vencer pela sua irresponsabilidade nata e permanecer negligente quanto aos horários por nos combinados para as mais variadas saídas e encontros!
O que é certo é que eu voltei para casa cedinho.está um calor diabólico, também não poderia permanecer mais tempo no meio da cidade.tanto escape, tanta apitadela, tanta sirene, tanto caos acumulado ainda ajudava mais á saturação do ar que se apresentava num estado tão sujo e seco que nos era praticamente impossível respira-lo!
E agora são 9 da noite, vou jantar, tomar um banho fresquinho e sair para um encontro com um tipo que conheci na na semana passada...

quarta-feira, junho 15, 2005

Acordei cedo. Talvez o meu intuito fosse aproveitar o belíssimo dia que por aí vem.mas, inevitavelmente, agarrei-me à net e por aqui tenho estado, munida do meu snack de bolachas e dos meus post-its onde de vez em quando rabisco uma nota sobre os sites que vou visitando. Vidinha chata digo eu. Vidinha boa diria a mãe!

Ps)Mas já lavei a louça do jantar, e isso pelo menos faz-me sentir menos sedentária! Logo eu que odeio inércia!!!

sábado, junho 04, 2005


Post Secret